Mesmo com greve, trens de SP operam com normalidade

Portal Terra

SÃO PAULO - Os funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) decidiram, em assembleia nesta sexta-feira, que entrarão em greve por tempo indeterminado, a partir da meia-noite deste sábado. Durante esta manhã, porém, a frota de trens opera normalmente, pois a adesão dos trabalhadores foi muito baixa.

A Justiça do trabalho determinou que os sindicatos garantam a circulação de pelo menos 60% da frota da CPTM no sábado e 70% no domingo. Caso a decisão judicial seja descumprida, os sindicatos terão de arcar com multa de R$ 100 mil por dia.

Neste sábado, a operação comercial foi aberta com a frota plena prevista para atender as linhas. Segundo a CPTM, a adesão até a manhã deste sábado foi muito baixa, o que permite à companhia operar com normalidade. Os maquinistas, supervisores de tração e agentes de estação compareceram a seus postos.

- A Linha 9-Esmeralda funciona normalmente e terá, a partir das 6h deste sábado, aumento da frota devido à alta demanda gerada pelo Grande Prêmio de Fórmula 1, mantendo assim a programação prevista para o dia - informou a companhia na madrugada deste sábado.

A negociação do dissídio dos ferroviários teve início em 18 de agosto. De um total de 68 cláusulas em discussão, 64 tiveram acordo. A CPTM informou que apresentou uma série de propostas para reajustes salariais e para a implementação de um plano de remuneração variável.

A última proposta determina reajuste de 4,65% e uma remuneração variável a vigorar de setembro deste anos a dezembro de 2010 que pode chegar a 2,3 salários para cada empregado, a partir do cumprimento de metas de trabalho.