Impressão da nova prova do Enem vai custar R$ 31,9 mi

Portal Terra

BRASÍLIA - Segundo contrato assinado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) com a gráfica RR Donnelly Moore, publicado na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União, a impressão da nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vai custar R$ 31,9 milhões. As informações são do jornal O Globo.

Além da impressão das provas, a gráfica será responsável pelo manuseio, embalagem, rotulagem e entrega dos cadernos de provas do Enem. Segundo o jornal, os Correios farão uma operação especial de distribuição até os locais de prova.

Cancelamento Enem

O Ministério da Educação cancelou na madrugada do dia 30 de setembro a realização do Enem, que seria aplicado nos dias 3 e 4 de outubro, para mais de 4 milhões de pessoas em todo o País. O cancelamento ocorreu em virtude do vazamento da prova. As provas seriam aplicadas em 113.857 salas de 10.385 escolas do País. O exame foi remarcado para os dias 05 e 06 de dezembro.

A fraude foi descoberta depois que um homem telefonou para o jornal O Estado de S. Paulo informando que tinha em mãos duas das provas que seriam aplicadas no sábado pelo Ministério da Educação. A Polícia Federal indiciou cinco pessoas pelo crime. Os acusados responderão processo em liberdade.

Após a fraude, o Ministério da Educação rompeu o contrato com o consórcio Connasel, responsável pela aplicação do exame. A empresa, porém, nega falhas na segurança.