Na Bahia, Lula evita falar em chapa para disputar as eleições de 2010

Agência Brasil

SALVADOR - Em visita às obras de revitalização e transposição do Rio São Francisco, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva evitou falar sobre uma possível aliança entre a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) para as eleições de 2010.

- Eu adoro os dois, eu adoro os dois, mas me parece que eles têm vocação para serem cantores ''solo'', mas, de qualquer forma, eu adoro os dois e vamos ver o que vai acontecer - afirmou Lula, ao ser indagado se lhe agradava a dupla Dilma-Ciro, durante visita às obras de transposição do rio na cidade de Barra (BA).

Dilma e Ciro, ex-ministro da Integração Nacional, integram a comitiva presidencial que vai visitar, até sexta-feira (16), as obras no São Francisco, nos estados da Bahia, de Minas Gerais e Pernambuco.

Ao ser questionado se a visita servia para alavancar uma potencial candidatura de Dilma à Presidência da República, Lula respondeu que as obras não são lugar para lançar candidato.

- Acho que em uma obra dessa a gente não pensa em fazer lançamento de candidatura, até porque a eleição está muito longe. Ou seja, em uma obra dessa a gente vem dizer para o povo que essa obra vai acontecer de verdade e que eles vão ser beneficiários de uma obra gigantesca, que precisou de muita coragem política, muita capacidade de enfrentamento dos contrários, para que a gente pudesse hoje estar visitando essa obra - disse o presidente.

A revitalização do São Francisco vai custar mais de R$ 6 bilhões. A meta é concluir a primeira etapa em 2010.