Senador recua e não aparece em festa de filiação ao PSB

Portal Terra

BRASÍLIA - O senador Adelmir Santana, do Distrito Federal, não apareceu na festa de filiação que foi preparada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Brasília, na sede da legenda. Segundo o Estado de S.Paulo, estavam presentes na cerimônia família, amigos e funcionários do gabinete, em um auditório lotado.

O senador teria desistido da filiação devido a ameaças de perder o mandato, segundo o Estado. Adelmir teria negociado sua saída do Democratas (DEM) para o PSB com o líder do partido na Câmara, Rodrigo Rollemberg (DF). Uma foto de Adelmir e Rodrigo ilustraria um grande painel colocado no auditório. Sua mulher Maria José, suas filhas Cynthia e Juliana e o filho Glauco, além de duas irmãs e um irmão, também estariam na cerimônia.

O jornal informa que após 1 hora e 20 minutos de atraso no início da cerimônia, previsto para as 11h, Adelmir teria informado Rodrigo Rollemberg das "pressões" que estava sofrendo durante a madrugada. O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (PSDB), teria mobilizado a direção nacional do DEM e seu vice-governador Paulo Octavio para levar Aldemir à sua residência oficial, em Águas Claras. O senador do PSB Antonio Carlos Valadares teria dito à reportagem que o recuo foi uma "vergonha".