Toffoli se diz a favor de união entre homossexuais

Marina Mello, Portal Terra

BRASÍLIA - Apesar de se dizer "católico apostólico romano", o advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli, afirmou nesta quarta-feira que é a favor da união civil entre homossexuais.

Na visão dele, como o Estado não faz diferença entre os cidadãos na hora de cobrar impostos, não se deveria existir discriminação em nenhum outro tipo de situação.

- Na nossa concepção, entendo que há opiniões divergentes. Sou católico apostólico romano, meu irmão é sacerdote; agora, como agente do Estado, e talvez amanhã no STF, não posso agir pelo que penso da minha fé, e sim de acordo com a Constituição - disse.

De acordo com Toffoli, se a Constituição proíbe a discriminação, é assim que um ministro do STF deve atuar.

- Se há a vedação da discriminação, é necessário que este fato social seja reconhecido pelo Estado, que não haja esta discriminação - afirmou.

Toffoli só evitou se manifestar em relação ao fato de pessoas do mesmo sexo poderem adotar crianças. Disse que esta é uma discussão mais complicada, que fica para um "segundo momento".