Governo apresenta novo avião para viagens curtas de Lula

Portal Terra

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, apresentaram nesta sexta-feira a nova aeronave Embraer 190, que será utilizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para pequenas viagens internacionais na América do Sul e no interior da Europa. Adquirida da brasileira Embraer ao custo de R$ 87 milhões, o novo avião, que tem autonomia de voo de 5,3 mil km, substituirá o Boeing 737-200, há 33 anos em utilização pelo governo brasileiro.

O pacote negociado pela Embraer inclui a entrega de uma outra aeronave do mesmo modelo no fim do ano, além de um pacote logístico com peças de reposição e manutenção da empresa, ao custo de R$ 37 milhões. Até agora o governo federal já repassou a Embraer o montante de R$ 154 milhões. O restante será pago no próximo ano.

Com maior segurança, redução do custo operacional, menor dispêndio de combustível e com emissão mais baixa de poluentes, o novo avião presidencial fará sua estreia neste sábado, quando irá para Lisboa. Na próxima semana, viajará com o presidente Lula para Copenhagen, na Dinamarca, onde será anunciada a cidade que sediará os Jogos Olímpicos de 2016.

- Ele vai passear pela Europa - brincou o ministro Nelson Jobim.

O novo avião presidencial, que completará a frota com o Aerolula, tem capacidade para 54 pessoas entre assentos e espaços para reuniões do presidente Lula e de assessores. Batizado de Bartolomeu Gusmão, em homenagem ao padre e inventor brasileiro, a nova aeronave possui ainda sistemas, todos codificados, que permitem a comunicação a bordo via internet.

- Há a necessidade de o governo brasileiro estar presente no mundo com instrumentos brasileiros - disse Jobim. - Não podemos e não devemos ter pretensões de nos curvar para o mundo. Não queremos que o mundo se curve a nós. Queremos todos nos olhar no mesmo nível, e não de baixo para cima - completou o ministro.