Receita apreende em Curitiba produtos contrabandeados

Agência Brasil

CURITIBA - A Operação Leão Expresso 13, realizada pela Receita Federal em Curitiba para apreender mercadorias contrabandeadas enviadas pelos Correios, recolheu nos últimos dois dias 32 volumes contendo produtos avaliados em R$ 72 mil.

Segundo o chefe da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal, Sergio Lourenti, foram apreendidos videogames, notebooks, equipamentos de informática, eletrônicos, celulares, projetores e câmeras digitais, entre outros.

De acordo com Laurenti, esse tipo de fiscalização passará a ser constante. - Trata-se de uma nova etapa de trabalho repressivo da Receita Federal, com operações realizadas em datas e horários incertos. A ideia é evitar que os criminosos encontrem outros meios para enviar as mercadorias contrabandeadas. O que normalmente acontece é que, quando se sentem acuados, eles migram, utilizam outros métodos - afirmou.

O chefe da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho disse que a Receita está atenta e intensificou a fiscalização do comércio de mercadorias estrangeiras. - Estamos tendo total apoio dos Correios, que facilitam o acesso às agências, e também das transportadoras - explicou.

Segundo Laurenti, esse tipo de crime tem aumentado muito nos últimos anos. - Há cinco anos, eram 4 mil sites vendendo mercadorias importadas pela internet. Hoje são 20 mil sites -enfatizou.