Presos 10 suspeitos de roubo de cargas no PR e no RS

Portal Terra

CURITIBA - Dez pessoas foram presas em uma operação da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) do Paraná. Todas são suspeitas de integrarem uma quadrilha de roubo, desvio e receptação de cargas roubadas do Sul do país. De acordo com a polícia, em pelo menos seis roubos, o grupo teria dado prejuízo de mais de R$ 1 milhão.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias do Paraná, a quadrilha é suspeita de agir em estradas do Sul e Sudeste do Brasil roubando cargas de eletroeletrônicos, comida, roupas e pneus, segundo as investigações.

Na operação, chamada de Carga Pesada, cerca de 50 policiais civis paranaenses, com o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul e de São Paulo cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Toledo, Cascavel e Maringá, no Paraná; e Santa Rosa, no Rio Grande do Sul.

Foram apreendidos radiocomunicadores e mercadorias roubadas, como calças, chocolates, produtos de limpeza e acessórios de veículos.

Em abril, parte do grupo foi preso em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, com carga avaliada em mais de R$ 500 mil em sapatos de luxo. A polícia já identificou outros seis roubos que teriam sido feitos pelo grupo. Esses assaltos foram de cargas de diversos tipos como alimentos, pneus, tecidos, notebooks e roupas.

Onézio Fagundes Ferreira, 40 anos, é suspeito de ser o líder da quadrilha. Segundo a polícia, ele e mais nove pessoas se dividiam em diversas funções como passar informações sobre as cargas a serem roubadas, executar os roubos, transportar as mercadorias roubadas, armazená-las e revendê-las.

Dos 10 suspeitos presos, oito possuem passagem pela polícia, a maioria por roubo, formação de quadrilha e receptação. Eles serão encaminhados para Curitiba e irão responder por roubo, formação de quadrilha e receptação. Além deles, a polícia identificou mais pessoas, que deverão ser presas nos próximos dias.