Tucanos e petistas debatem, no Senado, 15 anos do Real

Jornal do Brasil

BRASÍLIA - Líderes do PSDB e do PT aproveitaram a sessão solene em homenagem aos 15 anos do Plano Real para trocar provocações sobre o sucesso da moeda. O líder do PSDB na Câmara, José Aníbal (SP), reclamou que apesar de o governo reconhecer a importância do Real para a boa avaliação do governo Lula não tomou nenhuma iniciativa para comemorar o aniversário de criação do plano. Já o líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), cobrou que PSDB e PT comemorassem juntos a estabilidade econômica do país.

O líder tucano disse que, assim como o brasileiro esqueceu as altas inflações, o governo ignorou a importância do real.

Enfim, 5.150% de inflação em um ano é algo que o Brasil, felizmente, já esqueceu. Nós até esperamos, que fosse tomada alguma iniciativa, por parte do governo, para a comemoração dos 15 anos do Plano Real. Afinal, o governo reconheceu, tanto quanto todo o Brasil, a relevância e a importância desse programa e a centralidade nele para que a economia brasileira tenha os fundamentos que tem hoje. Como nenhuma iniciativa foi tomada, solicitamos esta sessão reclamou Aníbal.

Diante de um plenário tomado por lideranças tucanas e alguns parlamentares do PMDB, o líder do PT disse que esperava outro discurso da oposição.

As lideranças do PSDB podem não reconhecer ou desconsiderar a segunda parte, o período do governo do presidente Lula, mas está na hora de dar um salto no debate político deste país, é muito difícil principalmente num período pré-eleitoral, falar do que foi bem feito, mas a gente precisa evoluir no direito de ser oposição explicou o senador petista, um dos que se posicionaram contra o plano na época de sua criação. Discursando para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Mercadante defendeu a tese, no entanto, de que o real tem que ser comemorado tanto pelo governo Lula quanto pelo governo Fernando Henrique. Por isso, reconhecendo que é difícil na oposição a gente ter equilíbrio necessário para o debate qualificado, não somos críticos mais qualificados, mas por isso, presidente Fernando Henrique, é preciso conversar mais para construirmos um Brasil juntos. Hoje temos um país em ascensão que cresce e é abraçado. Parabéns pelos 15 anos de Plano Real. Parabéns presidente Fernando Henrique e ao presidente Lula pelo Brasil muito melhor que fizeram juntos.

Mercadante aproveitou, também, para criticar o Banco Central.

Nós ao longo destes seis anos e meio tivemos papel importante de manter estabilidade, divida publica caiu, não temos mais títulos públicos indexados ao cambio. Em alguns momentos o Banco Central atrasou processo, mas no atacado fez grande trabalho, deu prestigio ao país. Se nos olharmos, portanto não só para a política externa, mas para as políticas sociais, nada seria possível se não tivéssemos dado estabilidade econômica ao país completou.