Lula quer melhores condições de trabalho na produção de etanol

Agência Brasil

BRASÍLIA - Ao comentar a assinatura do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Cana-de-Açúcar, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que quanto melhor for a imagem da produção de etanol no mundo, mais vantagem terá o país na disputa comercial.

- Havia um ranço em relação às condições dos trabalhadores. A imagem é sempre muito negativa daqueles trabalhadores chamados de boias-frias, comendo comida gelada, não tendo água para beber ou banheiro - disse, durante o programa semanal Café com o Presidente.

Dentre os destaques do acordo, Lula ressaltou o fim do chamado "atravessador" ou "gato" (trabalhador que sai de um estado para cortar cana durante o período de safra de outro estado). - Muitas vezes, esse trabalhador não era bem tratado - afirmou.

Ele garantiu ainda que, a partir de agora, será assegurada "maior transparência" na fiscalização da cana cortada. De acordo com o presidente, os trabalhadores vão ter conhecimento prévio do preço a ser pago e da forma de medição. Além disso, eles vão receber equipamentos de proteção individual.