Sarney teria empregado novos aliados no Senado

Portal Terra

BRASÍLIA - Foram publicados na terça-feira na página do Senado na internet novos casos de nomeações de aliados do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). Entre as nomeações, estariam as da mulher do ex-deputado Chiquinho Escórcio, Alba Leide Nunes Lima, e da filha Juliana. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Alba está desde março de 2008 no gabinete de Sarney, enquanto Juliana ganhou uma nomeação no gabinete do senador Mauro Fecury (PMDB-MA), que assumiu a vaga deixada por Roseana Sarney (PMDB).

O próprio Escórcio foi nomeado por Roseana, que deixou o cargo de senadora para assumir o governo do Maranhão, como representante do governo em Brasília.

O jornal afirmou ainda que Sarney pediu ajuda ao então diretor-geral do Senado Agaciel Maia para "encaixar" na estrutura da Direção Geral o assessor de imprensa para o Amapá, Said Dib.

O Estado afirmou também que Sarney empregou ainda três antigos aliados políticos: o suplente Jorge Nova da Costa, o ex-presidente do PMDB do Amapá Raimundo Azevedo Costa e o ex-secretário estadual no Maranhão Wilson Ramos Neiva.

Ainda teriam sido nomeados pelo presidente do Senado Marilia Lameiras, ex-secretária do governo do Maranhão, Luiz Carlos Bello Parga Júnior, filho do ex-senador maranhense Bello Parga, o servidor Antônio Leonardo Gomes Neto, e a filha do ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau, Nathalie Rondeau.