Programa Luz para Todos atinge meta de 2 milhões de ligações elétricas

Thais Leitão , Agência Brasil

RIO DE JANEIRO - O programa Luz para Todos atingiu sua meta inicial, que era realizar 2 milhões de ligações elétricas no país, atendendo a aproximadamente 10 milhões de pessoas. A marca foi comemorada nesta quinta-feira, no Rio, durante solenidade na sede de Furnas, empresa designada pela Eletrobrás para coordenar as obras na Região Sudeste e no estado de Goiás.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, que participou da cerimônia, disse, entretanto, que ainda falta atender cerca de 1milhão de residências, já que, ao longo do tempo, novas demandas foram acrescentadas ao programa. Costa destacou o caráter inovador do projeto que pode, no futuro, ajudar a levar a conexão pela internet a todo o país por meio da rede elétrica.

- Já está em estudo no ministério um programa que permite transmitir o sinal da internet por meio da linha de eletricidade. Isso será uma verdadeira revolução e acontecerá num futuro próximo - disse ele.

Também presente ao evento, o secretário especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, ressaltou a contribuição do programa na garantia de inclusão social de comunidades quilombolas, muitas ainda sem terem sido contempladas com a titulação de suas terras. Para o ministro, esse segmento da população é hoje o mais vulnerável do ponto de vista social no Brasil.

Edson Santos reconheceu que a titulação de terra é uma questão demorada, mas disse que o acesso a serviços que qualifiquem e dignifiquem a vida dessas populações pode ser feito independentemente do processo de regularização das terras.

- O Luz para Todos é um poderoso instrumento para levar cidadania a essas comunidades - afirmou o ministro. Ele informou que recebeu hoje da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) um projeto que leva o Luz para Todos à comunidade quilombola residente da Ilha da Marambaia, sul do estado do Rio.

O cadastramento de famílias que não têm acesso à energia elétrica é gratuito e deve ser feito nas concessionárias de cada área de atendimento até o ano que vem. Cada residência atendida, recebe, além da ligação elétrica, um kit com até três pontos de luz e duas tomadas.