Polícia prende padeiro acusado de estuprar 7 mulheres em SP

Chico Siqueira, Portal Terra

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - A Polícia de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, apresentou nesta quarta-feira o padeiro Ivan Moreira da Silva, de 26 anos, como sendo o "maníaco da Zona Norte". Ele é acusado de ter estuprado sete mulheres nas últimas semanas, cinco delas na Zona Norte da cidade. Outras duas mulheres teriam sido atacadas em Araçatuba.

Na semana passada, as polícias Civil e Militar montaram uma força-tarefa para encontrar o suspeito das agressões, que deixavam amedrontadas as mulheres que moram na Zona Norte da cidade.

Para surpresa da polícia, Silva confessou ter estuprado oito mulheres, mas ainda não foi confirmada a existência da oitava vítima.

- Estou arrependido, eu agia sob efeito de maconha. Agora eu vou pagar a pena e mudar de vida - disse ele nesta quarta-feira, em uma entrevista coletiva.

O acusado disse também ter sido agredido por policiais, o que foi negado pela polícia.

O padeiro começou a ser identificado quando tentava assaltar um consumidor em um supermercado da cidade. Ele foi reconhecido pela vítima porque tinha trabalhado tempos atrás no mesmo supermercado. Investigadores do 5º Distrito Policial então fizeram levantamento das fichas dos ex-funcionários, confirmaram a autoria do roubo e chegaram ao endereço do suspeito, no bairro Santo Antônio, onde ele foi preso. Com ele, a polícia apreendeu duas facas e a bicicleta usada para praticar os crimes.

As vítimas fizeram o reconhecimento e confirmaram que Silva era realmente o "maníaco". Para o delegado João Lafaiete Fernandes, há mais vítimas.

- Acreditamos que ele estuprou mais do que confessou. Outras vítimas devem vir à delegacia depor e o número com certeza vai aumentar - comentou o delegado.

Até agora, vítimas foram identificadas em cinco bairros da Zona Norte.