Polícia Federal prende quadrilha que fraudava seguro-desemprego

Alex Rodrigues , Agência Brasil

BRASÍLIA - Uma quadrilha especializada em fraudar o seguro-desemprego, que atuava na região de Brasília, foi presa pela Polícia Federal. A PF estima que o bando tenha se apoderado de pelo menos R$ 20 mil dos cofres públicos.

O grupo adulterava carteiras de trabalho dos beneficiários para, com o documento falso, realizar saques nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF) das cidades de Planaltina e Brazlândia. Cada membro da quadrilha chegava a ter quatro documentos de identidades e carteiras de trabalho falsificadas.

A polícia conseguiu prender o grupo seguindo-o até uma agência da CEF, onde flagrou alguns integrantes se passando por segurados, sacando o dinheiro do benefício.

Há duas semanas, os agentes federais já haviam prendido três mulheres e um homem que aplicavam o mesmo golpe na agência da CEF do setor comercial sul de Brasília.

Os presos foram levados para a carceragem da Superintendência da Polícia Federal no DF e deverão responder pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos públicos, uso de documento falso e formação de quadrilha.

Os policiais apreenderam com a quadrilha cédulas de identidade, carteiras de trabalho falsificadas, guias do seguro-desemprego, material para falsificar documentos, máquinas para plastificar e grande quantidade de dinheiro.