Greve do INSS é parcial em São Paulo

Agência Brasil

SÃO PAULO - A maioria dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que precisou de atendimento hoje pela manhã, no estado de São Paulo, não enfrentou problemas em razão da greve dos servidores, que entrou nesta quinta-feira no terceiro dia em todo o país. É o que informa a representação regional do Ministério da Previdência Social.

Segundo o ministério, das 280 agências do estado, apenas uma amanheceu fechada, a de Vila Prudente, na zona leste da capital, que reabriu, parcialmente, as portas, no final da manhã. Outros 25 postos de atendimento funcionam de forma parcial, sendo 14 na capital. Das 132 agências do interior, apenas 12 não têm atendimento pleno

A recomendação do ministério para os segurados que tiverem dificuldades é a de remarcar o atendimento na própria agência ou por meio da central que pode ser acessada por telefone, no número 135.

Na Grande São Paulo, onde existem 48 agências, 14 delas mantêm atendimento parcial: Vila Prudente; Glicério Brigadeiro; Ipiranga; Santa Marina (Lapa); Santana (Braz Leme); Tucuruvi; Santo amaro; Vila Maria; Pinheiros; Guarulhos. Guarulhos/Pimenta; Itaquaquecetuba e Ribeirão Pires.

No interior são 12, sendo três agências na cidade de Campinas: centro, Carlos Gomes e Regente Feijó. As demais: Avaré, Botucatú, Indaiatuba; Hortolândia; Atibaia; Itatiba; São José dos Campos; Lorena e Taubaté.