Morre homem agredido em Parada Gay de SP

Portal Terra

SÃO PAULO - A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo confirmou no início da noite desta quara-feira a morte do homem de 35 anos internado após ser agredido na Parada Gay, no último domindo, em São Paulo. Os órgãos não poderão ser doados, já que a morte ocorreu por falência de múltiplos órgãos.

Ele estava internado com traumatismo craniano e o estado de saúde era considerado muito grave, segundo o hospital. Outras 44 pessoas foram internadas no local, vítimas de agressões e de uma explosão de uma bomba caseira na esquina da rua Vitória com a avenida Vieira de Carvalho, no Largo do Arouche, no centro de São Paulo, após o evento.