Governo libera R$ 110 milhões para atingidos pelas chuvas

Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, assinou segunda-feira seis portarias repassando R$ 110,3 milhões para ações emergenciais de socorro a vítimas de enchentes e inundações e recuperação da infraestrutura no Maranhão, Pará e Rio Grande do Norte. Para o Maranhão, o ministro determinou o repasse de R$ 26 milhões destinados a serviços de coleta de lixo, desinfecção, desobstrução de bueiros e acessos, limpeza de ruas e remoção de escombros. E mais R$ 60 milhões deverão ser utilizados em ações emergenciais de recuperação de rodovias estaduais e de outros setores de infraestrutura.

No Pará, a recuperação de rodovias contará com R$ 8 milhões, e outros R$ 8 milhões serão usados nas ações de socorro e apoio às pessoas atingidas pelas enchentes. Para o Rio Grande do Norte, o total de recursos foi de mais de R$ 8 milhões, a serem empregados em ações emergenciais no município de Assu, na recuperação de estradas e vias urbanas e reconstrução das casas destruídas pelo rompimento da barragem local.

Piauí

As escolas públicas usadas como abrigo no município de Cocal, no Piauí, devem retomar as aulas na próxima segunda-feira, após o rompimento da barragem Algodão 1, segundo informações da Secretaria de Educação do estado. O governo informou que sete pessoas morreram no acidente.

De acordo com o órgão, duas escolas ainda abrigam famílias desabrigadas, mas as pessoas devem ser transferidas para outras localizações durante a semana. Na sexta-feira, o governo do estado havia informado que as famílias seriam levadas para Escola Técnica Agrícola da cidade, que também foi atingida pelo rompimento da barragem, mas o muro atingido já estava sendo recuperado. A barragem rompeu no dia 27 de maio e liberou todos os 50 milhões de litros de água. O Ministério Público, a Procuradoria da República e as polícias Civil e Federal investigam o que causou o rompimento da barragem e os responsáveis pela manutenção da obra.

Comissão

Uma comissão independente formada por quatro professores da UFPI (Universidade Federal do Piauí) afirmou na semana passada que a barragem Algodão 1 estava sem manutenção havia cinco anos.

Segundo a Defesa Civil, já foram distribuídos mais de 1,2 mil cestas de alimentos e 6.100 litros de água mineral para as famílias atingidas, além de lençóis, colchonetes, kits de limpeza e redes. De acordo com o coordenador de logística da Defesa Civil, Dorival Danunzio, quatro helicópteros estão operando em Cocal.

Mais verba

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina terça-feira, em cerimônia que terá a participação de governadores de estados atingidos recentemente por fortes chuvas, protocolo de cooperação na área de drenagem.

Segundo o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, que deu a informação, deverão participar do encontro os governadores Wellington Dias, do Piauí, Cid Gomes, do Ceará, Eduardo Campos, de Pernambuco, e Jaques Wagner, da Bahia, além do governador em exercício do Maranhão, João Alberto de Souza. (Com agências)