Testemunhas de José Genoíno no mensalão são ouvidas pela Justiça em SP

Elaine Patrícia Cruz e Bruno Bocchini , Agência Brasil

SÃO PAULO - Cinco das sete testemunhas de defesa do deputado federal José Genoíno (PT-SP) estão sendo ouvidas nesta segunda-feira pelo juiz Marcio Catapani, da 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo, em processo judicial sobre o suposto esquema de pagamento de propinas a parlamentares em troca de apoio ao governo, que ficou conhecido como mensalão. Genoíno, réu no processo, é acusado de formação de quadrilha e corrupção ativa.

As testemunhas de defesa de Genoíno são Sérgio Honório Guerisoli de Carvalho, Daniela Farah Antunes, João Felício, Denise Paraná, autora de uma biografia do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, e Paulo Frateschi, secretário de Organização do PT . Era previsto também o depoimento de Geuza Ferreira Selin. No entanto, a defesa de Genoíno desistiu da testemunha.

Além das cinco testemunhas de Genoíno, será ouvido ainda Jaider Cruz Gama, testemunha de defesa do publicitário Duda Mendonça, acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas no mensalão.

Já os depoimentos dos dirigentes do PT, Valter Pomar, secretário de Relações Internacionais do partido, e do tesoureiro, Paulo Ferreira, foram transferidos para quarta-feira próxima (3). Eles também são testemunhas de defesa de Genoíno.