Queimadas destruíram mais de 60 mil hectares no Pantanal

Portal Terra

CAMPO GRANDE - A temporada de queimadas no Pantanal, iniciada em abril, já registrou a destruição de mais de 60 mil hectares de vegetação nativa. Segundo levantamento da superintendência do Ibama em Mato Grosso do Sul, a devastação é causada pela combinação da seca intensa com a ação do homem. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

"Num ambiente com grande quantidade de vegetação seca, qualquer manejo de pasto com fogo ou mesmo uma pequena fogueira de um pescador podem desencadear um incêndio", diz o superintendente regional, David Lourenço. No mês de maio, foram registrados 374 focos de queimadas na região de Corumbá (440 km de Campo Grande), a mais afetada pelo problema. Este total significa um aumenta de 712% em comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram contabilizados 50 focos.

Nos primeiros cinco meses do ano, Mato Grosso do Sul já registrou 65% (980) do total de focos de calor verificados em 2008. "Desse total, 80% foram na região de Corumbá", afirma Márcio Yule, coordenador do Prevfogo (Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, do Ibama).

O Ibama pretende ampliar as operações de emergência para combate de focos, que inclui helicóptero e 24 bombeiros, com a criação de uma brigada de incêndio que contará com a participação do Exército e da Marinha