Governo do RS vai investigar assessora de Yeda

Portal Terra

PORTO ALEGRE - O secretário da Transparência e da Probidade Administrativa do Rio Grande do Sul, Carlos Otaviano Brenner de Moraes, vai investigar assessora da governadora Yeda Crusius, Walna Meneses, suspeita de irregularidades e de envolvimento em episódios relacionados à Operação Solidária, da Polícia Federal (PF), que investiga um esquema de fraude em obras de infraestrutura no Estado. As informações são do jornal Zero Hora.

Na terça-feira, requerimento apresentado pelo deputado estadual Paulo Azeredo (PDT) ao secretário pedia a abertura de sindicância contra Walna e o afastamento da assessora de suas funções. O documento foi assinado por parlamentares do PT, PDT, PSB, PCdoB e do DEM.

O pedido foi motivado depois de uma reportagem do jornal Zero Hora, que publicou trechos de gravação de telefonemas entre a assessora de Yeda e a lobista da empresa Magna Engenharia, Neide Viana Bernardes. Na conversa, haveria uso de termos cifrados - flores, arranjos, bonsai e projeto de jardim - para supostamente ocultar negociação ilícita de valores. Além disso, falam sobre idas ao banco e complicações para fazer uma transação envolvendo uma conta bancária.

O secretário afirmou que vai solicitar ao jornal a fita com a gravação da conversa. "Para que se possa de fato alcançar a verdade, o primeiro passo é o termos certeza da ocorrência do fato em si, isto é, dessa conversa", disse, em entrevista publicada por Zero Hora nesta quinta-feira. Depois dessa providência, o secretário afirmou que pretende ouvir a assessora de Yeda.

- O que pretendo é apurar a existência do fato e dar o encaminhamento às instâncias competentes - afirmou.

O secretário disse ainda que a investigação será feita por meio de um procedimento administrativo, mas afirmou que a sindicância solicitada pela oposição não está descartada.

- A providência que pretendo tomar nos dará um estado de certeza sobre a existência do fato. A partir daí poderemos propor desde uma sindicância ao encaminhamento de uma investigação por um órgão de controle externo, como o próprio Ministério Público.