Mesmo com obstrução, Senado fecha acordo e votará 4 MPs

JB Online

BRASÍLIA - Os líderes partidários no Senado anunciaram que fecharam acordo para votar quatro medidas provisórias, que devem ser aprovadas sem modificações. A decisão acontece após o anúncio do DEM de obstrução na pauta de votações por causa da postura da base aliada de não ceder nenhum dos dois cargos principais da CPI da Petrobras aos partidos de oposição. A informação é da Agência Senado.

Serão votadas a MP 456/2009, que reajustou o salário mínimo de R$ 415 para R$ 465 desde fevereiro, o PLV 8/2009, que estende a merenda escolar a todos os alunos da educação básica, o PLV 6/09, que autoriza a União a conceder crédito de até R$ 100 bilhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o PLV 5/09, que trata do Fundo Soberano do Brasil.

Segundo o líder do DEM, José Agripino (RN), a obstrução da oposição continua, mas ela será "seletiva" e será aplicada apenas em matérias que eles consideram não ser de interesse do País.