Maranhão tem 108 municípios em situação de emergência

Agência Brasil

DA REDAÇÃO - Dos 217 municípios do Maranhão, 108 estão em situação de emergência. A preocupação da Defesa Civil estadual é com o aumento das áreas atingidas. As chuvas que antes se concentravam na parte central do estado também estão afetando a Baixada Maranhense, perto do litoral. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de chuvas na região central e no norte do estado até o fim de maio.

O número total de atingidos passa de 438 mil. De acordo com a Corpo de Bombeiros de São Luís, mais de 101 mil pessoas estão desalojadas e 51.198 desabrigadas. Poucas pessoas voltaram para casa. O nível do Rio Mearim diminuiu 3 metros, mas continua 11 metros acima do normal.

Segundo informações da Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), há pontos considerados precários nas BRs-316, 010 e 222. Mas todas as rodovias federais que cortam o estado estão trafegáveis.

Por dia, o Corpo de Bombeiros de São Luís monta e distribui 2 mil cestas básicas. Além de alimentos não perecíveis e água potável, a população atingida precisa de material de limpeza. Doações em dinheiro podem ser feitas na Caixa Econômica Federal, agência 0027, conta corrente 1000-2, operação 006. Até essa terça a conta acumulava R$ 74 mil.

O plano de trabalho para a recuperação dos municípios maranhenses foi enviado a Brasília na última segunda-feira. De acordo com o Ministério da Integração, o documento está em análise, e a resposta sobre a liberação de recursos para o Maranhão deve sair em breve.

Segundo a Secretaria Nacional de Defesa Civil, as chuvas já deixaram 231.487 pessoas desalojadas, e 129.989 desabrigados em 12 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Amazonas, Pará e Santa Catarina. As enchentes provocaram danos em 446 municípios e deixaram 52 mortos.