Diretor da Petrobras: CPI não prejudicará investimentos no pré-sal

Priscilla Mazenotti, Agência Brasil

BRASÍLIA - A instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras no Senado não irá prejudicar os investimentos da estatal na exploração da camada pré-sal. A garantia é do diretor de Exploração e Produção da estatal, Guilherme Estrella.

- De maneira nenhuma [atrapalha]. São planos já estabelecidos, de longo prazo. Não são planos para amanhã. Não haverá nenhum tipo de interrupção nos nossos trabalhos com o pré-sal - disse Estrella, ao participar de audiência pública sobre o assunto, em reunião conjunta das comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio e de Minas e Energia da Câmara.

Estrella negou ainda que se sinta incomodado com o assédio do PMDB ao seu cargo, já que é uma indicação do PT.

- Eu exerço com muita honra um cargo de confiança. Enquanto for objeto da confiança do governo, honradamente exercerei meu cargo - comentou, lembrando que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, declarou na semana passada desconhecer qualquer assédio do PMDB a sua cadeira.

- A ministra me disse que está fora de cogitação a discussão desse assunto e que ela desconhece qualquer tipo de pressão. Eu trabalho 12 horas por dia, desconheço absolutamente tudo. A minha preocupação é com meu desempenho - declarou Estrella.

O diretor da Petrobras deixou claro que irá comparecer à CPI, caso seja convocado.

- A Petrobras vai responder com a maior clareza e transparência, como sempre tem sido feito a todas as perguntas sobre CPI - concluiu.