Dia Mundial da Esclerose Múltipla é comemorado em 100 países

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Federação Internacional de Esclerose Múltipla comemora nesta quarta-feira o Dia Mundial da Esclerose Múltipla, doença do sistema nervoso central que ativa o sistema imunológico da pessoa contra suas próprias estruturas neurológicas. Atividades de conscientização sobre a doença vão ocorrer em mais de 100 países, entre eles a Grécia, Portugal, a Índia, Itália e os Estados Unidos. O Brasil não tem nenhuma atividade programada.

Segundo a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (Abem), o país tem mais de 30 mil portadores da doença, sendo que apenas 5 mil recebem tratamento adequado devido à demora no diagnóstico.

Os sintomas da esclerose podem ser visão borrada ou dupla, fadiga, fraqueza, formigamento, dormência nos braços ou pernas, incontinência fecal ou urinária, dificuldade para falar, relatos de apatia, desatenção, euforia, choro súbito, entre outros. A doença não tem cura e o diagnóstico precoce é fundamental para controlar o mal e evitar o desenvolvimento de possíveis incapacidades físicas.