Sarney diz que não havendo indicação de membros da CPI, ele mesmo fará

Ivan Richard, Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse há pouco que, se os líderes partidários não oficializarem a indicação dos seus representantes para compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, ele mesmo fará as indicações dos integrantes nesta quarta-feira.

- Se não tiver as indicações até à meia-noite de hoje, eu mesmo, de acordo com decisão do STF [Supremo Tribunal Federal], farei as indicações, tendo em vista que já decorreram as cinco sessões, desde a leitura do requerimento de criação da CPI.

José Sarney disse que se manterá afastado das questões políticas que envolvem a CPI, como a divisão dos cargos de comando da CPI (presidência e relatoria) entre governo e oposição. Ele acrescentou que espera o entendimento das partes para que não haja obstrução da pauta de votações no plenário.

- Sempre fui favorável que haja um entendimento e que o Congresso funcione com as forças políticas entrando em acordo, de modo que o trabalho não seja prejudicado na Casa em função das paixões políticas. Mas esse é um assunto que corresponde à decisão dos partidos e dos seus líderes - disse Sarney em relação à ameaça do PSDB de obstruir a pauta caso o governo não ceda um dos cargos de direção da CPI à oposição.