Manifestantes incendeiam veículos na zona leste de SP

Hermano Freitas, Portal Terra

SÃO PAULO - Um ônibus, uma van e um caminhão-baú foram incendiados na tarde desta quarta-feira na região da avenida Gabriela Mistral, na Penha, zona leste de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiro, o fogo foi iniciado por volta das 18h30 e foi causado por manifestantes.

Segundo a Polícia Militar, o protesto aconteceu depois da prisão, nesta quarta-feira, de Vagner Barbosa Silva, morador da favela Tiquatira. Os moradores teriam se revoltado depois que ele foi capturado com crack, haxixe e uma arma. Silva está preso no 10º Distrito Policial.

Dez viaturas dos bombeiros foram para o local. Os manifestantes ainda colocaram barricadas e bloquearam o trânsito em vias da região. Veículos que estavam parados no congestionamento foram apedrejados pelos manifestantes. O tenente-coronel Antônio Goulart informou que dois policiais ficaram feridos após serem atingidos por pedras.

Inicialmente, a PM e o Corpo de Bombeiros haviam informado que os veículos incendiados eram apenas dois ônibus, informação que foi corrigida posteriormente.

A motorista da van, que fazia a linha Metrô Penha-Vila Sílvia, identificada apenas como Margarete, disse que os criminosos chegaram com galões de gasolina e atearam fogo enquanto o veículo estava parado em um cruzamento. Segundo ela, o grupo teria apenas mandado que todos os passageiros desembarcassem.

O combustível do ônibus incendiado vazou, alastrando as chamas para o meio-fio. A rede elétrica também foi prejudicada e alguns trechos do bairro ficaram sem luz.

Por volta das 19h50 os focos de incêndio já haviam sido controlados, mas os bombeiros ainda estavam no local. Não há informações de vítimas. Os veículos foram removidos pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

A Polícia Militar informou que os agentes farão incursões na favela para tentar encontrar os líderes do protesto.

Trânsito

A manifestação bloqueou totalmente as pistas local e expressa da Marginal Tietê, no sentido Ayrton Senna. A CET recomenda que os motoristas evitem circular pela região e pelo viaduto General Milton Tavares de Souza.

Os veículos poderão acessar a Radial Leste através da avenida Salim Farah Maluf, rua Padre Adelino, ou a avenida Aricanduva.