Saúde: a hora das mães malhadoras

Bruna Talarico, Jornal do Brasil

RIO - Ser mãe é mais que dividir o segundo domingo de maio entre sorrisos, presentes e almoços em família: é também andar por aí com uma barriga enorme, bebê crescendo dentro, e mudar de humor como quem muda de desejo entre o feijão com banana e o sorvete de abóbora.

Ser mãe é olhar no espelho e chorar sem saber o porquê, mas é também pensar na saúde e correr atrás ainda que devagarinho da boa-forma. É nessa tendência que se enquadram muitas das mães cariocas, que trocam a preguiça da gravidez pela dedicação diária que garante, além de um corpo escultural, benefícios para mamãe e bebê.

Foi pensando nisso que a dermatologista Juliana Quintanilha Aviles, 30 anos, grávida de 7 meses de Gabriel, se matriculou logo que pôde nas aulas de hidroginástica direcionadas para gestantes do Espaço Stella Torreão. Liberada pelo médico no terceiro mês de gestação, ela se juntou a uma lista de nomes como Camila Pitanga, Regina Garrido e Adriana Bombom que também aderiram à prática para levar melhor os nove meses.

É relaxante e traz uma tranquilidade muito grande analisa. E também me fez ganhar muito pouco peso.

Juliana é adepta da hidroginástica duas vezes por semana, em um programa coordenado pelo professor de educação física Flávio Atahides, 32 anos. Segundo Athaides, as atividades na água ajudam a reduzir os efeitos da gravidade, diminuem os riscos de alteração de pressão e ajudam na manutenção de um peso corporal adequado.

O trabalho na água é muito especial para a gestante. Atua na respiração, na postura e na tonicidade muscular, facilitando o trabalho de parto ressalta, lembrando que o motivo principal de procura das gestantes é a manutenção de um peso saudável. Mas depois que dá à luz ela também volta. Seis meses depois, por exemplo, a mãe faz ginástica enquanto o bebê faz natação infantil.

Mais autoestima

Segundo a ginecologista Cláudia Diaz, 40 anos, os exercícios durante a gestação e no pós-parto trazem, também, a autoestima de volta à mulher.

Ela recupera a forma do corpo mais rápido e fica mais feliz. E o estado de espírito ajuda na produção de leite e na relação com o marido associa a médica, que também frequenta o Espaço Stella Torreão, na Lagoa.

Além da hidroginástica, a yoga é uma das atividades mais procuradas pelas mamães que buscam, além de um corpo saudável e bonito, um estreitamento do vínculo com seus filhos.

A prática de yoga te aproxima de você mesmo, e trata muito a questão dos sentimentos. Com uma nova vida dentro de você, não ia ser diferente avalia o professor e coordenador de yoga Bruno Jones. Fora que a gente pode falar de vários benefícios: respiração para ajudar no parto e posturas que ajudam na abertura do quadril.

Praticante há 10 anos, a atriz Marília de Camargo Penteado Passos, 29 anos, continua a frequentar as aulas mesmo com os oito meses e meio de gestação. E não pensa em abandonar o yoga.

Nas aulas eu me comunico comigo mesma, e acaba sendo um momento de conexão ainda maior com meu filho explica, ressaltando que, durante o relaxamento, o filho se mexe na barriga. Acho que ele gosta.