Bebê morre após família tentar vaga em 9 UTIs no Recife

Ana Lima Freitas, Portal Terra

RECIFE - Uma menina de 8 meses morreu na noite de quinta-feira depois que a família percorreu nove hospitais do Recife sem conseguir uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensivo. A Secretaria de Saúde de Pernambuco disse que recebeu uma solicitação de leito para a menina, mas todas as vagas das redes pública e privada estavam ocupadas.

Yasmim Carneiro Viana foi atendida no último dia 26 no Hospital Barão de Lucena, na zona oeste do Recife, onde os médicos diagnosticaram uma virose. No dia 30, o bebê teve uma crise convulsiva e foi internado na enfermaria pediátrica do Instituto Materno Infantil (IMIP), no centro da cidade. Sem um dignóstico preciso, a criança piorou.

"Uma pediatra do IMIP nos disse que teríamos que buscar com urgência uma vaga em UTI. Segundo ela, o hospital já tinha tentado encontrar uma através da Central de Regulação de Leitos, mas não havia encontrado", disse Kátia Regina da Silva Marques, prima da criança. Os parentes conseguiram uma liminar junto ao Ministério Público de Pernambuco que daria o direito do bebê ser internado em um hospital particular e as despesas serem custeadas pelo governo do Estado, mas isso não foi suficiente.

Por volta das 22h, a menina faleceu. Segundo a prima da criança, entre as causas da morte estão gastroenterite e um Acidente Vascular Cerebral (AVC). "Houve um descaso por parte dos médicos porque eles sabiam que a criança precisava de uma UTI e nenhuma providência foi tomada. Além disso, responsabilizamos o governo do Estado, porque eles falam que vão construir três novos hospitais. De que adianta construir hospitais novos se não capacita os que já existem?", questionou Kátia.

Em nota, a Central de Regulação de Leitos, subordinada à Secretaria de Saúde do Estado, disse que paga mais do que o triplo do valor da tabela do Sistema Único de Saúde por um leito de UTI, mas a oferta da rede privada é pequena e toda a capacidade instalada da rede pública já está sendo utilizada. Segundo a secretaria, novos leitos de UTI Pediátrica serão abertos ainda este ano.