Assalto a banco dentro do QG

Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O Quartel General do Exército, em Brasília, um dos lugares mais seguros do país e centro da inteligência militar, não teve esquema suficiente sexta-feira para evitar uma cena que parecia impossível: um assalto a mão armada numa agência bancária dentro do QG.

Sexta-feira pela manhã, vestidos de terno e gravata, dois homens armados assaltaram uma agência bancária do Bradesco localizada no subsolo do Quartel General. Durante a ação, a dupla manteve o gerente do banco e um general do Exército amarrados e presos em uma sala no fundo da agência. Eles levaram R$ 8 mil.

Segundo Adval Cardoso de Matos, delegado titular da Delegacia de Repressão ao Roubo da Polícia Civil, que investiga o caso, a dupla passou despercebida por seguranças e militares que circulavam pelo prédio pois, além de bem vestida, possuía crachás de acesso ao edifício.

Foi uma ação de uma audácia surpreendente disse o delegado.

Segundo ele, provavelmente os crachás foram adquiridos em outra ocasião, já que não há registro da entrada da dupla no prédio. De acordo com a polícia, o roubo ocorreu por volta das 11h15, quando não havia clientes na agência. Na ação, os criminosos amarraram os reféns com uma fita adesiva e os prenderam em uma sala separada.

Logo depois de descoberto o crime, a polícia do Exército fechou todos os acessos e revistou um por um dos que saíam. Mas sem sucesso. Testemunhas relataram à polícia terem visto os criminosos deixando o prédio sorridentes e calmos. Até a noite de sexta-feira, ninguém havia sido preso. (Com agências)