Governo do PI convoca Exército para ajudar vítimas da chuva

Yala Sena, Portal Terra

TERESINA - O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), convocou na noite deste domingo o Exército para ajudar no socorro às vítimas das chuvas em Teresina e no Interior do Estado. No Piauí, são 4.390 famílias atingidas pelas cheias, sendo 3.512 desalojados e 878 desabrigados.

Ao ser informado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) de que o rio Poti subiu 14 m, a maior cheia desde 2004, o governador resolveu pedir apoio.

Os militares vão ajudar na retirada das famílias em áreas de riscos nos municípios de Barras, Esperantina, Piracuruca, Batalha e União. Além de trabalhar em parceria com a Defesa Civil, o Exército vai também distribuir cestas básicas, medicamentos e colções para os desabrigados.

O município de Santa Cruz dos Milagres está ilhada. As duas pontes que dão acesso ao município estão submersas, dificultando o acesso dos veículos. Em Usina Santana, zona rural de Teresina, a Defesa Civil determinou que os moradores deixem o local.

O prefeito da capital, Sílvio Mendes (PSDB), fez um "alerta máximo" às autoridades, devido à elevação do rio Poti. A prefeitura informou que dobrou o número de equipes de remoção das famílias nas zonas mais alagadas.

Mais chuva

A temporada de chuvas vem causando estragos em Estados do Norte e do Nordeste. Na sexta-feira, três deslizamentos de terra mataram quatro pessoas em Alagoas.

Subiu para 112 mil o número de pessoas atingidas pelas chuvas no Maranhão, segundo apuração feita pela Defesa Civil do Estado na tarde deste domingo. Seis pessoas morreram por causa das enchentes. Como resultado das cheias, quatro estradas federais foram interditadas.

No Ceará, a Defesa Civil contabilizou até sexta-feira quatro municípios que declararam estado de emergência e mais 51 aguardam avaliação. No Estado, 5.767 pessoas estão desabrigadas e 12.519, desalojadas. Pelo menos quatro pessoas já morreram por causa das chuvas. Dos 131 açudes do Ceará, 97 chegaram ao nível máximo.

No Rio Grande do Norte, subiu para 13 o número de municípios em emergência devido às inundações. Na sexta-feira, as cidades de Porto do Mangue e São Rafael decretaram o estado emergencial.

A forte chuva que caiu no fim da semana no Pará deixou um saldo de duas rodovias interditadas e 17 municípios do oeste paraense em situação de emergência. Ao todo, 140 mil pessoas foram atingidas com a cheia do rio Tapajós, que chegou ao maior nível de todos os tempos no sábado, segundo informou a Defesa Civil. O rio atingiu 8,94 m, 34 cm a mais do que em 2006, quando chegou a 8,6 m, considerada a maior marca até então.