Pintor é morto após discutir com ciganos na BA

Portal Terra

SALVADOR - A polícia identificou os principais suspeitos que executaram, a tiros e facadas, o pintor José da Paixão dos Santos, 43 anos, no município baiano de Candeias. José foi assassinado durante a tarde de quarta-feira após discutir com os ciganos Pedro e Amarante Cerqueira - pai e filho - principais suspeitos do crime.

Revoltados com o crime, cerca de mil populares invadiram a aldeia onde os ciganos moram e destruíram oito casas, além de incendiar um carro que pertencia à família dos acusados.

De acordo com informações fornecidas pela 20ª Delegacia de Polícia, Pedro teria se irritado depois que o carro dirigido pelo filho do pintor encostou em seu Fusca Beatle.

Após uma discussão, o pintor foi atingido por um golpe de faca na barriga, desferido por Amarante, e quatro tiros de pistola - dois deles no rosto, que teriam sido disparados por Pedro.

Segundo a Polícia Militar, na perícia realizada na casa de José foi identificado que o pintor estava com uma arma na cintura. A ocorrência foi registrada na 20ª Delegacia de Polícia (Candeias).