Ex-deputado usa crédito acumulado para distribuir passagens

Portal Terra

BRASÍLIA - O ex-deputado federal Almeida de Jesus (PR-CE) é um dos 117 deputados que usou seu crédito com a cota de passagens da Câmara mesmo após o fim do mandato, segundo levantamento feito pelo site Congresso em Foco. Almeida de Jesus emitiu 81 bilhetes aéreos, sendo que apenas dois deles foram feitos pelo próprio parlamentar. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o deputado afirmou que "as regras da Câmara permitiam isso".

As passagens de Almeida de Jesus foram distribuídas a pessoas que precisavam se deslocar do Ceará, seu estado de origem, para Brasília ou São Paulo em busca de tratamento médico ou de algum estágio profissional.

A emissão de passagens mesmo após o término do mandato só é possível quando os créditos são contabilizados em nome dos deputados. Assim, eles podem continuar emitindo passagens no tempo em que quiserem, desde que ainda possuam saldo. - Eu tinha os créditos acumulados e as regras da Câmara permitiam isso. Não fiz nada de ilegal - afirmou ele ao jornal.

Almeida de Jesus é um dos sete ex-deputados denunciados pela CPI dos Sanguessugas em 2006 que mais usaram o benefício da Câmara, segundo o Congresso em Foco. São eles Almeida de Jesus, Neuton Lima (PTB-SP), Edna Macedo (PTB-SP), Bispo Wanderval (PR-SP), Jonival Lucas Júnior (PTB-BA), José Divino (sem partido-RJ) e Reinaldo Gripp (PP-RJ).

Divino e Gripp também integram a lista de ex-parlamentares que não viajaram com as cotas, mas transferiram todas as passagens para familiares e terceiros. Neste grupo constam ainda os nomes de Remi Trinta (PR-MA) e Jorge Gomes (PSB-PE).