Após 11 anos, antigo Fura-Fila dará lugar a metrô leve em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - O Expresso Tiradentes (antigo Fura-Fila), em São Paulo, deixará de ser um corredor exclusivo para ônibus e dará lugar a um metrô leve (VLT, Veículo Leve sobre Trilhos), operado pelo Metrô. A mudança na concepção do projeto ocorre 11 anos após o início das obras, cerca de R$ 950 milhões investidos e só um terço dos 33 km previstos entregues. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A obra passará da Prefeitura de São Paulo para o governo estadual. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e o governador do estado, José Serra (PSDB), alegam que com o mesmo valor da tarifa do metrô o passageiro poderá tomar o VLT em Cidade Tiradentes e chegar ao centro em 50 minutos, contra duas horas no corredor. Hoje, essa viagem chega a três horas e meia.

Segundo a Folha, o convênio entre prefeitura e Estado prevê a divisão de custos, estimados em R$ 2,3 bilhões. O prefeito vai repassar para o novo Expresso Tiradentes o R$ 1 bilhão que prometeu investir no Metrô durante este mandato, que acaba em 2012.

A verba (entre R$ 400 milhões e R$ 600 milhões) que seria destinada ao Expresso Tiradentes será investida no corredor Celso Garcia e em outro corredor, possivelmente na zona sul da cidade, segundo o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes.