Gripe suína: após início discreto, avisos em três línguas

Felipe Sáles, Jornal do Brasil

RIO - Durante a terça-feira, foram perceptíveis no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão algumas mudanças no tratamento que as autoridades davam à necessidade de informar os passageiros de linhas aéreas a respeito dos sintomas da doença.

No desembarque, passageiros tanto procedentes das áreas afetadas quanto os que estão se dirigindo às localidades receberam o material com informações em português, inglês e espanhol sobre os sinais e sintomas, medidas de proteção e higiene e orientações para procurar assistência médica. Tudo muito diferente da última segunda-feira, quando os avisos aos passageiros em desembarque eram dados apenas em língua portuguesa.

Além disso, a Anvisa e a Infraero determinaram a veiculação de avisos sonoros nos aeroportos internacionais. Se houver pessoas com os sintomas, elas serão encaminhadas pelos funcionários da Anvisa às unidades de saúde de referência para o atendimento no caso do Rio, três hospitais sentinelas, dois do estado e um do governo federal.

Terça-feira, os passageiros recebiam panfletos que traziam informações da doença, mas apenas os que chegavam.

Reunião

Ainda assim, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) fizeram terça-feira uma reunião de emergência no Galeão a fim de definir as estratégias de combate à gripe suína e incrementar o trabalho de controle da possível epidemia em território nacional.

Entre as medidas tomadas na reunião, será a de aumentar o número de funcionários que distribuirão panfletos explicativos sobre a gripe suína tendo em vista que a falta de informações tem sido uma das principais reclamações dos passageiros que desembarcam no país e principalmente, dos que embarcam para os destinos em que a doença já tem casos confirmados, como México, Estados Unidos e Espanha.

Disque-Saúde

Desde segunda-feira os atendentes do Disque Saúde (0800-611997) também foram capacitados para tirar dúvidas da população a respeito da doença.