Anvisa descarta gripe suína em paciente com suspeita no Rio

Portal Terra

RIO - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) descartou no fim da manhã desta terça-feira a suspeita de uma moradora de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, ter contraído gripe suína durante as férias que passou em Cancún, no México.

Segundo a Anvisa, o período de incubação da doença é de, no máximo, dez dias, mas a paciente, que é médica, teria retornado de viagem há pelo menos duas semanas. Além disso, mesmo apresentando quadro de febre, dor de garganta e tosse, ela não está com todos os sintomas da doença.

A Infraero montou equipes com apoio da Anvisa em pelo menos 10 aeroportos em todo o país para orientar passageiros que chegam em voos provenientes das áreas de risco. Nesta manhã, uma mulher foi levada do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, para a Fundação Oswaldo Cruz com suspeita de gripe suína.

O surto da doença, cujos primeiros casos teriam ocorrido no México, já poderia ter matado 149 pessoas nesse país e vem causando preocupação em todo o mundo. Pelo menos sete países teriam registrado casos da doença. São considerados países de risco, além do México, os Estados Unidos e o Canadá.