TJ-AL nega liberdade a deputado suspeito de matar vereador

Portal Terra

MACEIÓ - O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) negou pedido de liberdade para o deputado estadual Cicero Ferro (PMN), preso na manhã da última sexta-feira, sob a acusação de homicídio qualificado e formação de quadrilha. A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta terça-feira.

Ferro é suspeito de assassinar o vereador de Delmiro Gouveia, sertão do estado, Fernando Aldo. O deputado havia sido preso pelo crime em fevereiro de 2008, mas foi solto no mesmo dia da prisão. Na época, Ferro negou a autoria do homicídio.

O parlamentar foi afastado pela Justiça após ser acusado de fazer parte de uma quadrilha que teria desviado R$ 300 milhões da folha de pagamento da Assembleia Legislativa. Ele também é acusado pela Polícia Federal de gastar R$ 4 milhões de dinheiro público para comprar votos nas eleições de 2006.

Mesmo afastado do cargo por determinação judicial, Ferro frequentava normalmente as sessões da Assembleia e chegou a ser ameaçado de prisão pela presidente do TJ-AL, desembargadora Elisabeth Carvalho do Nascimento.