Raposa Serra do Sol: Ayres Britto reúne-se com AGU, Funai e Ibama

Luiz Orlando Carneiro, Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, responsável pelo processo de desocupação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, reuniu-se nesta segunda-feira com o advogado-geral da União, José Antonio Toffoli, e representantes da Funai e do Ibama, mas não estipulou ainda o prazo para que os arrozeiros deixem a região. Informou que vai receber o governador de Roraima, José de Anchieta, na quinta-feira, e que solicitou ao Ibama um laudo técnico para avaliar eventuais danos ambientais causados pelos fazendeiros.

- A saída espontânea é a mais recomendável, pois a decisão do Supremo já foi tomada e é irreversível disse o ministro. Mas o assunto é complexo. Quando a gente começa a lidar com a matéria, vê que as providências têm de ser tomadas sequenciadamente, ouvindo-se os diversos setores interessados.

Ayres Britto confirmou também uma reunião, na quarta-feira, com o ministro da Justiça, Tarso Genro, sobre possíveis problemas de segurança . E informou que a Funai está elaborando um plano de reassentamento dos agricultores que ainda estão na região, em outras terras, sem prejuízo das indenizações por benfeitorias realizadas de boa fé .