Para FHC, denúncias mostram que Congresso está 'bambo'

REUTERS

BRASÍLIA - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta segunda-feira que o Congresso Nacional, cercado de inúmeras denúncias, está "bambo" e "não representa mais nada". Para ele, apenas uma mudança no sistema eleitoral pode alterar essa situação.

- Nosso sistema de representação está bambo, não representa mais nada. Isso é visível, provocando um efeito de desmoralização extraordinário - disse o ex-presidente em palestra da Associação Comercial de São Paulo.

Mencionando a publicação constante de denúncias pela imprensa contra parlamentares, Fernando Henrique defendeu a criação de regras para a prestação de contas pelos congressistas.

- Nosso sistema eleitoral é ruim, se não mudarmos vamos ter a repetição de Congressos do mesmo tipo. A relação de quem vota e de quem é votado é tênue - acrescentou. - Quem é votado se sente à vontade para não prestar contas.

O ex-presidente, cercado de políticos da oposição, fez críticas ao governo Lula ao apontar a contratação de militantes de partidos aliados para os quadros da máquina do governo.

Ele apelidou esse processo de "cupinização" da estrutura pública. - Não há capitalismo que funcione sem o Estado, mas estamos vendo a cupinização do Estado. O cupim destrói o Estado brasileiro - declarou.

O combate a esta prática, segundo ele, é um desafio a ser enfrentado pelo próximo governo. Para FHC, a máquina precisa ser mais profissional, evitando o fisiologismo que ele disse ter tentado combater.