RS: leishmaniose leva São Borja a decretar emergência

Portal Terra

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Borja, no Rio Grande do Sul, informou nesta terça-feira que decretou situação de emergência por causa de uma epidemia de leishmaniose visceral. A cidade registrou três casos em uma população de cerca de 65 mil habitantes - a média mundial é de dois casos a cada 100 mil pessoas.

O decreto reitera o pedido de apoio às esferas estadual e federal no combate à doença. A leishmaniose é transmitida pela picada de insetos conhecidos como flebotomíneos (mosquito palha) e tem o cachorro como hospedeiro. Foram identificados 80 cães com a doença em São Borja.

O governo do Rio Grande do Sul anunciou nesta terça-feira que destinará R$ 250 mil para a construção de um Centro de Controle de Zoonoses na cidade.