PF apura doação de R$ 30,4 mi de Dantas a suposto partido

Portal Terra

SÃO PAULO - Papéis que teriam sido apreendidos no apartamento do banqueiro Daniel Dantas, no Rio de Janeiro, durante a Operação Satiagraha, da Polícia Federal (PF), apontariam uma doação de R$ 30,44 milhões a um destinatário descrito apenas como 'ao partido'. Os extratos constam no auto de apreensão assinado pelo delegado federal responsável pelas buscas, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

O material integra o inquérito aberto pela PF para apurar suposta gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro por Dantas e Opportunity. Os documentos serão periciados e devem constar do relatório final do inquérito. O auto de apreensão não esclarece a sigla partidária e os detalhes dos supostos pagamentos.

De acordo com a Folha, Dantas e o banco Opportunity não têm doações oficiais para campanhas eleitorais desde 2002, diretamente em seus nomes. Já um alto executivo do banco, Dório Ferman, teria feito doações que somam R$ 14 mil aos deputados Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) e Raul Jungmann (PPS-PE).