Kassab nega indefinição e defende Serra para a Presidência

Portal Terra

BRASÍLIA - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), voltou a defender nesta terça-feira a escolha do governador José Serra como candidato do PSDB à presidência da República em 2010 e disse que não vê, neste momento, uma 'indefinição' da legenda pelo fato de o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, também postular ser indicado pelos tucanos como nome ao Palácio do Planalto.

- Não é indefinição. Existe um processo em curso. O PSDB tem um problema muito saudável, que são dois bons candidatos à presidência da República - opinou o político após ser recebido pelo ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. - O governador Aécio Neves (de Minas Gerais) se coloca como candidato. O governador José Serra (de São Paulo) ainda não se coloca - observou.

- No momento certo o PSDB definirá isso (o candidato). Ele tem o seu timing. As coisas estão acontecendo no momento certo - completou Kassab. - Pela minha experiência não é correto que seja definido este ano. Seria prematuro - enfatizou.

Vice-prefeito na gestão de José Serra, Kassab disse se considerar 'suspeito' para defender o nome do tucano à Presidência da República, mas observou que a trajetória política de Serra o credencia para comandar o país a partir de 2010. - Pessoalmente, eu acho que para o país é muito importante que o Serra seja candidato e presidente da República. Sou suspeito porque sou beneficiário de sua gestão - ressaltou, evitando polemizar em torno da realização ou não de prévias no PSDB para a definição do nome que disputará a presidência e a sucessão do presidente Lula. - Ele foi prefeito da maior cidade do país, governador do maior estado do país, ministro do Planejamento e foi considerado o melhor ministro da Saúde da história. Acredito que seja preparado e maduro para ser um bom presidente - ressaltou.