Clodovil deve ser velado em Salão Negro da Câmara

Portal Terra

BRASÍLIA - O corpo do deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP) deverá ser velado no Salão Negro da Câmara dos Deputados, segundo informou nesta terça-feira a assessoria de imprensa do parlamentar. Após a cerimônia fúnebre, o corpo seguirá para São Paulo, onde será velado na Assembléia Legislativa do Estado e enterrado no Cemitério do Morumbi.

O horário do enterro dependerá do tempo que a equipe de retirada de órgãos levará para concluir o processo. Serão doados coração, córnea, rins e fígado. Uma equipe vinculada à Secretaria de Saúde do Distrito Federal vai avaliar se os órgãos poderão ser transplantados.

Segundo a assessoria do parlamentar, o processo de retirada dos órgãos deve ser iniciado em instantes e durará cerca de cinco horas.

Clodovil havia apresentado problemas de saúde em setembro do ano passado, quando foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, na capital paulista, após sofrer uma embolia pulmonar.

Em agosto de 2008, o deputado passou por uma cirurgia para tratar um problema urológico, que surgiu como seqüela da retirada de um câncer de próstata, descoberto em Clodovil em 2005, quando ainda trabalhava como apresentador de TV.

Nascido em 17 de junho de 1937 em Elisiário, interior de São Paulo, Clodovil foi criado por pais adotivos. Ele foi estilista e apresentador de televisão por mais de 40 anos. Em 2007, iniciou seu mandato na Câmara dos Deputados. Quem assume seu lugar na Câmara é Jairo Paes Lira, do PTC de São Paulo, segundo a Agência Câmara.