Polícia: detidos oferecem R$ 200 mil para serem soltos

Portal Terra

SÃO PAULO - A polícia precisou reforçar a segurança no 4º Distrito Policial de Guarulhos, na Grande São Paulo, e no Hospital Municipal de Urgências da cidade para evitar um possível resgate de criminosos presos nos dois locais. Os três suspeitos foram detidos na manhã de ontem após uma tentativa de assalto a uma empresa de segurança. Segundo um policial militar, desconhecidos teriam oferecido R$ 200 mil, em uma ligação telefônica, para que os homens fossem soltos. As informações são do Bom Dia São Paulo.

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos foram ao local em busca de armas e coletes de segurança, mas os vigias reagiram. Após uma troca de tiros, eles fugiram em um carro, com dois feridos a bala. Os homens foram cercados e presos próximo do local. A suspeita, segundo o telejornal, é de que os presos façam parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Segundo a polícia, os suspeitos confessaram o crime, mas apresentaram documentos que não tinham restrições. Depois a polícia descobriu que eles usavam documentos falsos e eram foragidos da Justiça.