Corregedor pede apuração de denúncia de terceirização no Senado

Da redação, Agência Brasil

BRASÍLIA - O 1º secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), pediu hoje (16) ao corregedor Romeu Tuma (PTB-SP) abertura de sindicância para investigar a suposta contratação de parentes de servidores por empresas terceirizadas que prestam serviços à Casa. A denúncia consta de matéria publicada ontem (15) pelo jornal O Globo.

Heráclito Fortes disse que já conversou sobre o assunto com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), mas não quis entrar em detalhes. Solicitei sindicância ao corregedor para apurar os fatos , limitou-se a dizer o 1º secretário.

De acordo com a matéria, diretores do Senado teriam parentes empregados na Casa por empresas terceirizadas. A matéria afirma ainda que a estimativa é de que 90% dos terceirizados tenham vínculo com servidores.