Presidente de CPI quer indiciamento de Lacerda, Protógenes e Dantas

Agência Câmara

BRASÍLIA - O presidente da CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), apresentará seu voto em separado, pedindo o indiciamento do ex-diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e ex-diretor da Polícia Federal (PF) Paulo Lacerda, do delegado da PF Protógenes Queiroz e do diretor-adjunto afastado da Abin, José Milton Campana, por terem prestado falso testemunho à CPI.

Segundo Itagiba, as versões que eles apresentaram sobre a Operação Satiagraha foram desmentidas pelas investigações e por servidores da Abin e da PF que admitiram a cooperação ilegal entre as duas instituições.

Itagiba também vai propor o indiciamento do banqueiro Daniel Dantas, por entender que ele mandou fazer grampos ilegais.

O presidente da CPI disse que vai negociar para que o voto em separado seja incorporado ao relatório do deputado Nelson Pellegrino (PT-BA). Pellegrino, que é relator da CPI, decidiu não pedir o indiciamento dessas pessoas por considerar que faltam provas. Itagiba, no entanto, afirmou que a CPI reuniu provas suficientes.