Encontro de petistas vira ato de desagravo a Dirceu no RS

Portal Terra

PORTO ALEGRE - A festa de 50 anos do ex-secretário de Finanças do PT nacional, o gaúcho Paulo Ferreira, em Canoas (RS), se transformou em um ato de desagravo ao ex-ministro José Dirceu, que estava presente na festa. De acordo com o jornal Zero Hora, Dirceu foi abraçado e aplaudido, posou para fotos, conversou com militantes e ganhou presente.

O ex-ministro não participava das atividades do partido no Rio Grande do Sul desde dezembro de 2005, quando teve o mandato cassado pelo suposto envolvimento no esquema do mensalão - em que o governo foi acusado de dar dinheiro a parlamentares em troca de apoio político. No encontro petista, militantes gritavam "Dirceu, guerreiro do Brasil" e lamentavam o episódio que levou à sua cassação.

Ao comentar sobre as eleições presidenciais, Dirceu disse que aposta na vitória da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e que ela já está ganhando perfil de candidata. Ele disse que já comunicou tanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto a própria Dilma de que sua prioridade neste ano é se engajar na campanha do PT à Presidência.

Na tarde desta segunda-feira, Dirceu deve se reunir com o presidente estadual do PT, Olívio Dutra, no diretório estadual. Ontem, ele se encontrou com o deputado federal Marco Maia e o prefeito de Canoas, Jairo Jorge. Já o ministro da Justiça, Tarso Genro, e o deputado estadual Raul Pont, não compareceram ao evento.