Estudante de medicina é morta com 2 tiros no PI

Portal Terra

TERESINA - A estudante Tallyne Teles Araújo Pinheiro, 24 anos, foi encontrada morta com dois tiros, na madrugada deste sábado, no município de Buriti dos Lopes (281 km de Teresina), no Piauí. A polícia trabalha com as hipóteses de vingança, crime passional e latrocínio. Ela cursava o 6º período de Medicina.

A polícia informou que a estudante saiu de casa às 21h de sexta-feira sozinha em seu carro e entrou em um supermercado para comprar um chocolate.

- Depois disso, ela desapareceu. Às 4h de sábado, a estudante foi localizada por populares com dois tiros na cabeça, um deles ultrapassou o crânio. Ela tinha, ainda, lesões no braço esquerdo e na barriga - relatou o delegado Fábio Chaves Aragão, de Buriti dos Lopes, que acompanha o caso.

Segundo o delegado, foi realizado um exame preliminar e constatou que a estudante não foi estuprada antes de ser morta.

- Vai se trabalhar a hipótese de vingança, já que o tio dela é policial federal e não sabemos qual a relação deles. Também será avaliada a possibilidade de crime passional. Mas ainda são hipóteses - disse Aragão.

Após perícias e depoimentos, a polícia descartou a possibilidade de seqüestro, já que não foi pedido nenhum resgate à família. O delegado informou que a polícia já tem um suspeito, devido ao "modo de operação" do criminoso.

Tallyne Teles, natural de Parnaíba, fazia o curso de medicina da Faculdade Novafapi. Ela residia em um condomínio no bairro São João, na Zona Leste de Teresina.

De Portugal, o governador Wellington Dias (PT) autorizou o uso do avião oficial do governo para transportar o corpo da estudante de Teresina a Parnaíba, litoral do Estado, para ser velada, após os exames do IML. O governador, segundo informação dos assessores, está chocado com o crime e pediu empenho da cúpula de segurança para a prisão dos assassinos de Tallyne Teles.