Funcionários do Senado protestam em apoio a diretor afastado

Agência Brasil

BRASÍLIA - Cerca de 400 funcionários do Senado fizeram nesta quarta-feira uma manifestação em favor do ex-diretor-geral da Casa, Agaciel da Silva Maia, que deixou o cargo ontem, depois de denúncias de que teria omitido da Receita Federal um imóvel no valor de R$ 5 milhões.

A chapelaria do Congresso Nacional ficou lotada de servidores e terceirizados que, mesmo com as denúncias, deram apoio a Agaciel. Na manifestação, o ex-diretor precisou ser escoltado por seguranças.

Agaciel teria colocado a casa em nome do irmão, deputado João Maia (PR-RN), por estar com os bens bloqueados judicialmente na época em que adquiriu o imóvel. Ele estava no cargo de diretor-geral há 14 anos e continua servidor do Senado. Quem assume as funções é o diretor-geral adjunto, Alexandre Gazineo.