Corpo de Naya ainda não foi liberado, diz Polícia Civil

Portal Terra

SÃO PAULO - O corpo do ex-deputado e empresário Sérgio Naya ainda não havia sido liberado para os familiares às 10h40 deste sábado, segundo a Polícia Civil de Ilhéus (BA). Ele estava no Departamento de Polícia Técnica de Tabuna, a cerca de 30 km de Ilhéus, onde foi submetido à necropsia.

Proprietário da empreiteira encarregada pela construção do edifício Palace II, que desabou em fevereiro de 1998 e causou a morte de oito pessoas, Naya, 66 anos, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira em um quarto do hotel Jardim Atlântico, em Ilhéus, a cerca de 450 quilômetros de Salvador.

De acordo com a Polícia Civil, depois do corpo do ex-deputado ter sido retirado sem autorização judicial, a delegada da Delegacia de Proteção ao Turista, Adriana Tatermostro, ordenou que Naya fosse submetido à necropsia. Como o Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus está sem exame necrológico, o corpo foi encaminhado a cidade vizinha Tabuna.

Conforme a Delegacia de Proteção ao Turista, às 10h40 ainda não havia previsão do horário em que o corpo seria liberado. Segundo o secretário de Governo de Ilhéus, um irmão de Naya que passa o Carnaval em Salvador viajará ao município baiano e seguirá com o corpo para a cidade mineira de Laranjal, situada a 385 km de Belo Horizonte, onde o ex-deputado deverá ser sepultado.