Tarso diz que STF deve negar pedido de extradição de Battisti

Portal Terra

BRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou nesta terça-feira que o Supremo Tribunal Federal (STF) deverá manter a sua decisão de conceder asilo político ao ex-ativista italiano Cesare Battisti. O processo de extradição de Battisti deverá entrar na pauta do STF já no início deste ano e, na visão do ministro, a Suprema Corte deverá manter o asilo seguindo o modelo de outros casos como, por exemplo, o do colombiano Francisco Antonio Cadena Collazos, conhecido como Padre Medina, acusado de ser membro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e que teve a sua extradição negada pelo STF.

- Acho que o Supremo vai manter a decisão, pois tem decisão semelhante em caso análogo, o do Medina - disse o ministro ao ser questionado sobre o assunto. A Itália já encaminhou ao STF documentos para reforçar o pedido de extradição do ex-ativista italiano.

Preso no Brasil desde 2007, Battisti recebeu o status de refugiado político por decisão de Tarso Genro. A decisão brasileira provocou a ira dos italianos que exigem a extradição do ex-ativista de esquerda, porque Battisti já foi condenado por quatro assassinatos cometidos na década de 70.